Ministério Público do Maranhão requer suspensão das aulas em faculdade irregular (Ceersema)

Do NE10
Com agências

A Promotoria de Justiça de Bacuri abriu Ação Civil Pública com pedido de liminar contra o Centro Ecumênico de Estudos Superiores do Estado do Maranhão (Ceersema), a fim de suspender as atividades dos cursos superiores oferecidos na instituição, como vestibular, aulas, avaliações e cobranças feitas aos alunos.

O Ministério Público pede também à Justiça que sejam presos os responsáveis legais do Ceersema, Francisco das Chagas de Sousa Meireles (diretor-geral) e Leci Pinto Ferreira (coordenadora), em caso de desobediência.

Faculdade Teofilopedagógica do Maranhão (FTM), entidade mantida pelo Ceersema em Bacuri, ministrou um curso de Licenciatura em Pedagogia sem credenciadamento junto ao Ministério da Educação (MEC). Quando os alunos pediram o diploma, descobriram que não poderiam receber o documento e comunicaram o caso ao Ministério Público do Maranhão.

Após investigação, o MPMA constatou que o Ceersema usou documentos falsos para forjar um convênio com a Faculdade de Educação São Francisco (Faesf), sediada em Pedreiras, iludindo os alunos. A FTM não possui autorização para ministrar qualquer curso de graduação.

“Os fatos apresentados demonstram de maneira clara a violação de normas regulamentares que disciplinam a oferta do ensino superior”, destacou o promotor de Justiça Thiago Cerqueira Fonseca. De acordo com ele, a ação foi proposta para evitar que novas pessoas sejam vítimas do golpe e garantir aos já prejudicados o ressarcimento dos danos materiais e morais.

Na avaliação da Promotoria, os direitos dos consumidores devem ser resguardados ou haverá mais casos de estudantes que arcarão com pagamento de mensalidades, taxas de matrícula, despesas com transporte e material escolar sem que isso acrescente à sua vida acadêmica.“É um prejuízo de tempo e frustração na expectativa de conclusão de curso superior”, afirma Fonseca.

O MP solicitou a indisponibilidade de todos os bens da instituição de ensino, para garantir o ressarcimento dos alunos prejudicados. Também foi proibida a inclusão dos alunos em cadastros de consumidores inadimplentes (SPC – Serasa), além da retirada, em 24 horas, dos que já foram incluídos.

Comentário do Blog:

Este Centro Ecumênico de Estudos Superiores do Estado do Maranhão (Ceersema), oferece alguns cursos lá na cidade deGonçalves Dias, Dom Pedro, São José dos Basílios,Joselândia e região, sendo que alguns cursos oferecidos estão em fase de conclusão; e do mesmo modo que ocorreu na cidade de Bacuri, poderá ocorrer o mesmo nessas cidades onde oCeersema oferece esses cursos, haja vista que este Ceersema e a Faculdade Teofilopedagógica do Maranhão (FTM), segundo o Ministério Público não possuem qualquer registro no Ministério da Educação, tão pouco pode expedir diplomas. Cabe aos alunos lesados das cidades procurarem o quanto antes a promotoria, para verem seus prejuízos diminuídos, haja visto que o principal ou seja o diploma poderão não receber…

Sobre São José dos Basílios

A equipe de autores deste blog são os(as) pacato(as) cidadãos(ãs) de São José dos Basílios que moraram/moram na cidade, mas que vivem inconformados com os desmandos que ocorrem na sociedade local, temos a pretensão de ser advogados do povo desfavorecido e que oferecem este espaço para informar os leitores locais, maranhenses e brasileiros sobre atualidades locais e regionais, fatos noticiosos que geralmente não são divulgados na grande mídia do clã Sarney.
Esse post foi publicado em Cidade, Estado, Início - Principal e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Ministério Público do Maranhão requer suspensão das aulas em faculdade irregular (Ceersema)

  1. ANTONIO DA CONCEIÇÃO disse:

    É lamentavel que ainda exista esse tipo de instituição que se utilize da vontade das pessoas para aplicar golpes tão sordidos, e mais lamentavel ainda são as disposições dos envolvidos em participar dessa vergonha, ou melhor desse crime. Pois os diretores ou cordenadoras dessa instituição não estão sozinhos nessa historia não. pode ter certeza que em cada cidade onde são ministradas esses “cursos”, lá existem pessoas que tomam de conta de toda a programação e de todo o processo no que diz respeito ao andamento do curso. Esses tambem devem ser investigados pois são os que ludibriam diretamente os inocentes alunos com os falsos cursos. Estes alunos por sua vez entram não sei se por inocencia,ou por outro motivo qualquer em uma instituição que oferece curso de teologia com a intenção de no final do curso receber um diploma de pedagogia sem sequer um complemento ou uma pós- graduação. o fato é que esse historia deve ser revista e que todos os envolvidos nesse golpe sejam punidos e que o mais importante aconteça, seja devolvido o dinheiro de cada aluno, para que fique menos sofrido as suas situações.

    • Só há uma saida, recorrer o quanto antes ao Ministério Público, apesar dos pesares é uma das únicas instituições as quais o povo ainda pode recorrer…Somos gratos pela participação…

  2. santos disse:

    ceersema e a sua conveniada fez a entrega de DIPLOMA DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA em COCAL-PI e em TERESINA-PI NO INICIO DESTE MES…!!!

  3. alice araujo disse:

    E parnaíba ñ fica atrás …desde de 2000 q alunos desta faculdade já efetuaram o pagamento e ainda ñ receberam seus diplomas .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s