SINPROESEMMA: Vivas aos que organizam nossas lutas!!!

Conquistamos com rebeldia – gritos, porradas e sangue –, este dia mundial, destinado a refletirmos sobre o que o poeta grego Píndaro (518-438) elegeu como fundamental: como chegamos a ser o que somos! O que me faz trabalhador, diferentemente do “ser” patrão? Muitos de nós conseguimos responder e os que não conseguem, ainda, a luta sindical pode ensinar.

Vivas históricas, então, aos nossos companheiros de Chicago (EUA), do ano de 1886. Eles não iniciaram estas nossas lutas, mas criaram um marco importante. Uma data-memória destas lutas!

No Brasil, dois dos principais movimentos de trabalhadores (CUT E PT) chegaram ao governo do país com um líder máximo: o trabalhador nordestino Luis Inácio da Silva, o Lula. Voltarei a falar das minhas esperanças abaladas com Lula, ora registro, en passant, o meu lamento profundo pelo fato de mais este/neste 1º de Maio, ele não está do lado dos educadores maranhenses, mas no dos seus algozes, Roseana e Sarney. Até quando, “companheiro” Lula? Quanto sangue ainda teremos que derramar? Perigos teremos que correr com seus “companheiros”?

Lula é um líder trabalhador, que uma confluência histórica de lutas, interesses, desejos, sonhos, esperanças – e ardis! –, fez presidente, por duas vezes. Parte considerável da vida do cidadão Lula, foi dedicada às atividades de organização das lutas dos trabalhadores brasileiros. Talvez por isto, muitas vezes Lula foi questionado sobre “o que fazia” e/ou “como ganhava o dinheiro para sustentar sua família”. Isto pode ser explicado como resultado de  desconhecimento sincero, disputa política ou interesses inconfessos.

O trabalho de Lula inscreve-se no que se percebe nos trabalhos de Antonio Negri e Michael Hardt (2005), como aquele  “que produz produtos imateriais, como informação, conhecimento, idéias, imagens, relacionamento e afetos”. Um tipo de trabalho que Antonio Gramsci (1891-1937 ) observou que implica mais o uso do “intelecto” que de forças físicas. Os sentidos da elaboração clássica desse italiano da Sardenha, ajudam-nos a definir o nosso trabalho de educadores.

Uma modalidade específica de trabalho exercem aqueles que assumem conosco a labuta de organizar, animar, conscientizar…defender-nos dos perigos presentes nas relações patrões-trabalhadores, patrões-patrões e trabalhadores-trabalhadores. Com esses trabalhadores-organizadores das lutas sindicais, estamos mais fortalecidos nessas relações. Um trabalho que implica, muitas vezes, sacrificar horas de lazer, momentos com a família, períodos de descansos, tempo de formação escolar e/ou instantes de resoluções de assuntos particulares. As perseguições políticas, as “portas” fechadas e os “contos de Sereias” não contam, pois identificam os que são comprometidos com a categoria.

Aos trabalhadores que assumem a organização das nossas lutas no SINPROESEMMA, lutas estaduais, e no SINTRAP, lutas municipais, dedico as minhas reflexões neste 1º de Maio de 2011.

Escrito por Francinaldo de Jesus Morais, professor de História, Caxias-MA.

Sobre São José dos Basílios

A equipe de autores deste blog são os(as) pacato(as) cidadãos(ãs) de São José dos Basílios que moraram/moram na cidade, mas que vivem inconformados com os desmandos que ocorrem na sociedade local, temos a pretensão de ser advogados do povo desfavorecido e que oferecem este espaço para informar os leitores locais, maranhenses e brasileiros sobre atualidades locais e regionais, fatos noticiosos que geralmente não são divulgados na grande mídia do clã Sarney.
Esse post foi publicado em Brasil, Cidade, Estado, Início - Principal e marcado . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s