Falando com Franqueza – Por Lígia Teixeira

Escrito pela Historiadora Ligia Teixeira

Rio de Janeiro, 19 de junho de 2011.

No twitter: @LigiaTex

No e-mail: ligiateixeira@marrapa.com

Luciano Moreira, o gentil carrasco

Passados os primeiros e compreensíveis sentimentos de tristeza pela  morte trágica do ex deputado federal Luciano Moreira, acho que já cabe aqui uma avaliação de sua biografia, desprovida do sentimento de consternação que, aliás, só deveria afligir àqueles que eram próximos  ao parlamentar. Para mim, a morte é a parte mais natural da vida e acho sinceramente que no caso de Luciano, além de sua família e dos amigos mais próximos, apenas o grupo Sarney deveria lamentar sua partida prematura.

Luciano Moreira era daqueles a quem chamamos em sociologia política de intelectual orgânico. Esteve entre as dezenas de nomes cooptados pelo grupo Sarney para pensar sistematicamente o modo de perpetuação de poder do oligarca. E não digo isso com mágoa ou ódio no coração, sinceramente. Digo para cumprir o dever que o peso de carregar nas costas a formação de historiadora me impõe.

A História de Luciano Moreira como carrasco do Maranhão começa com sua nomeação, em 1991, a Secretário de Planejamento Estratégico do então governador Edison Lobão. Moreira veio para o Estado na leva de Cearenses que sabe-se lá por que, o grupo Sarney começou a importar para pensar, administrar e, em alguns casos, até mesmo saquear o Maranhão. Graduado em economia, após a posse de Roseana Sarney em 1995, ocupou cargos essenciais na máquina pública: Planejamento, Ciência e Tecnologia, Administração, Recursos Humanos e Previdência.

Na onda neoliberal que assolou o país na década de 1990 e aproveitando-se do fato de que na época o funcionalismo não era produto do mérito do concurso, mas resultado de um instrumento constitucional que efetivou centenas de milhares de apadrinhados contratados até outubro de 1983, Luciano Moreira comandou uma máquina perversa de perseguição aos funcionários públicos estaduais. Usando como pretexto uma necessária reforma administrativa do estado, desmontou secretarias, investiu pesado na extinção de órgãos e criou o famigerado Programa de Demissão Voluntária dos Servidores, o que na prática resumia-se a chantagear e coagir os funcionários. Entre 1995 e 1999, a burocracia estatal entrou em colapso, incertezas e perseguições marcavam o cotidiano nas repartições públicas do Maranhão. Foi um caos generalizado. Alguns servidores entraram em depressão, outros se suicidaram e houve quem tivesse morrido lentamente na máquina de moer gente construída por Luciano Moreira para “reformar” o Estado. Com a extinção de órgãos, alguns servidores, sentindo-se deslocados e desprestigiados, se viram obrigados a aderir ao programa de demissão “voluntária”, recebendo em troca uma merreca de gratificação. Outros, acuados pela perseguição do Secretário, definharam em órgãos com excesso de pessoal e ausência de estrutura mínima para o exercício das atividades.

O caos na máquina pública acabou por comprometer a já combalida prestação de serviços do governo à comunidade, deixando servidores em meio ao fogo cruzado do desprestígio profissional e da insatisfação popular. E o pior: Na prática, a tão propalada reforma administrativa não serviu para nada além de conturbar ainda mais as contas públicas.

Luciano Moreira, o Secretário de fala mansa e gestos comedidos, destruiu famílias, sonhos, projetos de vida e sobretudo ajudou a retroceder administrativamente o Maranhão.

Desculpem os que acham que este depoimento fere a memória do recém falecido, mas não acho que suprimir posts fazendo-lhe  críticas e acusações, como fez o blogueiro Gilberto Léda, seja sinal de respeito à sua memória. Ao contrário, serve apenas como prova de que esse pessoal do Sarney usa a hipocrisia como método de convivência

Luciano Moreira tentou apagar o passado de desgraças que cometeu contra o povo, lançando ano passado um livro intitulado Reforma do Estado e Cidadania (Editora Contexto ISAE/FGV, 2010). Um libelo mentiroso e cínico que visa mascarar o fato de que sua passagem pela administração pública do Maranhão foi na verdade uma catástrofe.

Se há uma lição que a morte deveria ensinar é a de que aqueles que partem, deixam como legado mais importante, aquilo que fizeram em vida. Em vida Luciano pode ter sido bom pai, bom marido, bom amigo, bom aliado do Sarneyzismo,  mas como homem público foi uma lástima para milhares de filhos do Maranhão.

No mais, Rest In Peace.

Qualquer semelhança não é mera coincidência

Todo mundo sabe que uma das bases de sustentação do Governo Roseana é a utilização indiscriminada de propaganda (muitas vezes falaciosa) e com ela os cofres públicos despendem milhões de reais todo mês. Curioso é que justamente com a identidade visual mais básica, os milhões investidos não foram suficientes elaborar uma logomarca criativa da administração Roseana Sarney.

Quando apresentou a Logomarca  para anunciar o terceiro mandato de Roseana o secretário de comunicação Sérgio Macedo inventou uma história pomposa para engabelar a governadora:“a marca é multicolorida para representar um dos estados mais miscigenados do Brasil. O preenchimento em cor no vazado das letras simboliza a presença do povo na construção de um Maranhão forte e representativo. As linhas curvas e contínuas do logotipo fazem referência a rica história colonial do Estado.”


Tudo balela. A logomarca do Governo do Estado não passa de um plágio descarado de outras logomarcas. Tome-se como exemplo mais evidente disso a logomarca da Revista Americana Billboard, especializada em música:

Agora observe a logomarca da   “Oi Paggo”, a empresa de  pagamento eletrônico dos clientes da Oi:

Para encerrar, veja a logomarca da Agéncia Banda, situada no interior de São Paulo:

Ao assumir o quarto mandato, Roseana e sua equipe de Marketing, não se deram nem ao trabalho de criar uma nova logomarca, apenas retirou a frase “De Volta ao Trabalho” da antiga :

Por custar tão caro aos cofres públicos, a propaganda oficial do Governo Roseana poderia ao menos ser criativa.

Enquanto o Brasil se embriagava com Futebol, eles traíram a confiança do povo (mais uma vez)

Aconteceu no fim de noite da última quarta-feira (15), nas emissoras de TV, boa parte da população assistia a primeira partida da final da Taça Libertadores, no Estádio Centenário em Montevidéu (Uruguai),  entre o time Paulista do Santos e o Uruguaio Peñarol. Enquanto isso, na Capital Federal, a Câmara Federal protagonizava mais um capítulo sórdido envolvendo as obras da Copa do Mundo de 2014. Os Deputados aprovaram um pacote que flexibiliza o processo de licitação para as obras referentes a realização do mundial e pasmem os senhores, mantém todo o processo de contratação das obras sob sigilo, ou seja, libera a farra geral de empreiteiras e gestores corruptos.

Depois da grita geral de especialistas e da oposição contra o crime cometido pela Câmara, o governo veio com a estória de que tudo não passou de brincadeirinha, que o texto foi mal interpretado e que será refeito. Quer dizer: se ninguém percebesse, ficaria por isso mesmo.

No projeto absurdo de esconder do povo o modo como vai gastar o dinheiro do próprio povo, o governo contou com a anuência dos deputados, que apvoravam com maioria confortável a proposta absurda que nasceu no Palácio do Planalto.

Saiba aqui quais foram os deputados federais Maranhenses que votaram a favor dessa verdadeira farra com dinheiro público, que na prática é uma licença oficial para roubar o erário:

Alberto Fillho PMDB A favor
Carlos Brandão PSDB Contra
Cleber Verde PRB A favor
Davi Alves Silva Júnior PR A favor
Domingos Dutra PT A favor
Edivaldo Holanda Junior PTC A favor
Francisco Escórcio PMDB A favor
Hélio Santos PSDB Contra
Lourival Mendes PTdoB A favor
Luciano Moreira PMDB A favor
Pinto Itamaraty PSDB Contra
Professor Setimo PMDB A favor
Ribamar Alves PSB A favor
Sarney Filho PV A favor
Waldir Maranhão PP A favor

Ausentes: Nice Lobão (DEM), Zé Vieira (PR) e Costa Ferreira (PSC)

Raposas Gordas: Os ricos Senadores Maranhenses

Ninguém se elege Senador no Brasil  se não tiver uma biografia política recheada das mais sórdidas raposices que se pode cometer em política. Nesse quesito, o Maranhão parece estar a frente de todas as demais Unidades Federativas : É o único Estado que possui quatro Senadores. um dos quais se intitula o próprio dono do Mar.

O exercício exaustivo que um mandato de Senador impõe a um homem  ou a uma mulher exige dedicação sacerdotal, mas os senadores Maranhenses, tiveram tempo para exercer seus mandatos e ao mesmo tempo construírem patrimônios milionários.

Na segunda matéria sobre o patrimônio dos parlamentares Maranhenses,  destaco a vida financeira (declarada) dos excelentíssimos Senadores:

Lobão –  Acionista e investidor:

Apaixonado por Bancos. É o que se pode constatar na declaração de Bens do Senador e  atual Ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB) apresentada ao TSE em 2010. Só no Banco do Brasil, o Ministro tem pelo menos 14 aplicações diferentes, entre ações, apólices e outros investimentos. Além do amor pelos bancos, Lobão também adora uma ação. É  acionista de uma infinidade de empresas. Haja capacidade administrativa pra dar conta de tanto investimento.

Para o TSE e para o povo do Maranhão, Edison Lobão declarou que possui uma fortuna de 5 milhões e 93 mil reais, que somada aos 2 milhões 570 mil reais do patrimônio do filho, o Senador suplente Edinho Lobão e mais os dois milhões e 200 mil  reais declarados pela Deputada Nice Lobão, indicam que a fortuna da família é de quase 10 milhões de reais.

Não é a toa que o cabelo do Ministro Lobão anda mais preto do que a asa da graúna.

O humilde Carcará:

Ao contrário de Lobão, o Senador João Alberto (PMDB)  gosta mesmo é de um lote de terra. Possui  mais de uma dezena deles espalhados pelo Maranhão afora, além de  casas,  um apartamento, lojas e terrenos. Juntando com algumas contas bancárias, o Senador João Alberto declarou ao TSE possuir um patrimônio de  R$ 2.143.591,9

O cacife de Cafifa

Em 2006, quando concorreu ao Senado pelo Maranhão, o Senador Epitácio Cafeteira declarou possuir R$ 2.878.64,224 entre bens móveis, imóveis e empresas de Táxi aéreo. Único a declarar que possui aeronaves, Cafeteira é o único entre os Senadores a não possuir (ao menos em seu nome)  propriedades e lotes de terra. Prefere cruzar os ares com seus aviões particulares.

Sarney,o poupador:

Apesar da infinidade de investimentos financeiros bem mais rentáveis , José Sarney acredita na humilde poupança para aplicar mais de 2 milhões de reais. Curioso também é o fato de que o Presidente do Senado, ao contrário do se possa imaginar, não é nenhum grande investidor ou proprietário de empresas lucrativos. Como os bons e velhos donatários que se apropriaram das sesmarias nos tempos da Colônia, Sarney a exemplo do colega João Alberto, é chegado em terras, muitas terras.

A seguir, a listagem de bens do Senador declarada ao Tribunal Superior Eleitoral em 2006, ano em que se elegeu senador pelo Estado do Amapá.




1 SETE LOTES NO LOTEAMENTO PONTA DA AREIA, SENDO 3 NA PRIMEIRA ETAPA (QUADRA 3, LOTES 17 E 19, QUADRA 12 LOTE 20) E 4 NA SEGUNDA ETAPA (QUADRA 24, LOTES 20, 21, 22 E 23), SÃO LUÍS, MA R$ 41.638.37
2 IMOVEL NA RUA DO PASSEIO, CENTRO, SÃO LUIS, MA R$ 23.595.07
3 CASA NA AVENIDA CARLOS GOMES, 920, NAZARÉ, MACAPÁ, AP R$ 59.002.25
4 QUATRO LOTES NA RUA DOS BICUDOS E TRAVESSA PERIQUITOS, QUADRA 06, Nº 5, 6, 7 E 8 DA GLEBA B, RENASCER, SÃO LUIS, MA R$ 27.758.91
5 UM TERRENO DENOMINADO JAGUAREMA, LOCALIZADO À MARGEM ESQUERDA DA RODOVIA MA-53, NO TRECHO OLHO D’ÁGUA-ARAÇAGI, PAÇO DO LUMIAR, MA R$ 5.551.78
6 SOBRADO NA RUA JOSÉ EUSÉBIO, 94, SÃO LUÍS, MA R$ 45.000.00
7 TERRENO DE 200 HECTARES DE TERRA NUA, SANTO AMARO, MA, ADQUIRIDO DE CLODOALDO GARCIA LIRA R$ 30.000.00
8 TERRENO DE 2.898 M², SANTO AMARO, MA, ADQUIRIDO DE SALUSTIANO DA SILVA SOUZA R$ 12.000.00
9 COTAS DO SHOPPING JARACATY R$ 1.050.000.00
10 TERRENO EM SANTO AMARO, MA, ADQUIRIDO DE ZEFERINO DE SOUZA MARREIROS R$ 15.000.00
11 TERRENO EM SANTO AMARO, MA, ADQUIRIDO DE SALUSTIANO DA SILVA SOUZA R$ 60.000.00
12 CADERNETAS DE POUPANÇA, APLICAÇÕES E CONTA-CORRENTE NO BANCO DO BRASIL R$ 2.037.812.50
13 CADERNETAS DE POUPANÇA, APLICAÇÕES E CONTA-CORRENTE NO BANCO HSBC R$ 98.197.44
14 FUNDO DE INVESTIMENTO, CADERNETAS DE POUPANÇA E CONTA-CORRENTE NO BANCO SAFRA R$ 200.000.00
15 FUNDO DE INVESTIMENTO, CADERNETAS DE POUPANÇA E CONTA-CORRENTE NO BANCO BRADESCO R$ 329.707.13
16 CRÉDITO JUNTO À DIVITEX CONSTRUÇÕES LTDA, CNPJ 00.468.660/0001-00, INTEGRALIZAÇÃO REFERENTE A SPC PERICUMÃ R$ 300.000.00
17 DINHEIRO EM ESPÉCIE R$ 297.000.00

Total: R$ 4.632.263,45

Semana que vem trago o levantamento do patrimônio dos 42 Deputados Estaduais.

Notas

Ribamar Alves, um parlamentar que exemplifica a falta de prestígio da Bancada Maranhense em Brasília:

“Deus fez o mundo em seis dias, e no sétimo descansou. Alguém ensinou Deus a fazer esse mundo e eu cheguei à conclusão de que foi o Aloizio Mercadante. É o professor de Deus, que não recebe ninguém. Já enviei 155 e-mails pedindo audiência e ele nem sequer responde. É demais”

Com essas palavras, o deputado Federal Ribamar Alves (PSB-MA) reclamou da completa falta de consideração do Ministro da Ciência e Tecnologia  Aloizio Mercadante, que não gasta um milésimo de segundo de seu tempo para dar atenção ao parlamentar Timbira.

Alves não é o único parlamentar Maranhense ignorado pelo primeiro escalão do governo Federal, os demais parlamentares encontram dificuldades parecidas.

Eita falta de prestígio!

COM INFORMAÇÕES DA COLUNA DO AUGUSTO NUNES

Flavio Dino na Embratur. Sarney Já sabia.

Antes de nomear Flavio Dino (PCdoB)  para a Empresa Brasileira de Turismo, EMBRATUR, Dilma e Sarney combinaram que o Presidente do Senado diria estar surpreso com a nomeação. A estratégia visaria não indispor o Presidente do Senado junto aos aliados. Sarney tentou inviabilizar a indicação de Dino até o último instante, mas falou mais alto a necessidade de  recomposição com os demais partidos da base aliada. Foi a primeira derrota de Sarney no Governo Dilma.

Flavio Dino tem agora nas mãos a chance de voltar a ter visibilidade na cena política. Não será fácil A EMBRATUR é um órgão inexpressivo, sem relevância na máquina e para piorar, subordinado a Pedro Novaes, o Ministro do Turismo aliado do Presidente do Senado que certamente fará tudo para atazanar a vida do comunista. De qualquer maneira, se Dino priorizar mesmo a eleição de 2014, terá tempo de sobra para ganhar espaço e dividendos eleitorais junto à presidente .

Quem viver, verá.

Bill Clinton  critica política energética  Brasileira. Te cuida Lobão.

Em entrevista a Revista Veja que chega as bancas hoje, o ex Presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, criticou o modo como o Brasil tem administrado o setor de geração de energia. Clinton declarou que o ” Brasil usa pessimamente seu potencial de geração de energia solar, que, se aproveitado na sua plenitude, evitaria todas as pressões sobre a Amazônia  que hoje preocupam o mundo, como o avanço das plantações sobre a mata nativa e as controversas novas hidrelétricas em terras indígenas”. Para o ex presidente norte americano, o Brasil“atingiu uma nova posição relativa no mundo e precisa corresponder, assumindo também as responsabilidades decorrentes do novo status quo. Entre essas responsabilidades , está a de fazer as escolhas energéticas mais compatíveis com a sustentabilidade planetária”.

Como se sabe, o Ministro de Minas e Energia, Edison  Lobão (PMDB-MA),  ao lado de grandes corporações, se atirou com  voracidade canina sobre o Pará, a ponto da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA) ster solicitado  que o governo brasileiro suspenda imediatamente o processo de licenciamento e construção do Complexo Hidrelétrico de Belo Monte, citando o potencial prejuízo da construção da obra aos direitos das comunidades tradicionais indígenas da bacia do Rio Xingu.  Acuado, o Ministro Lobão tem dito que o governo está reavaliando a instalação de usinas no Brasil, mas nos bastidores atua para a realização das obra no Pará.

LEIA AQUI O DOCUMENTO DA OEA NA ÍNTEGRA

Zeca Pinheiro nunca me enganou

Dentre todos os auxiliares que conspiraram para que o Governo Jackson Lago (2007-2009) entrasse em colapso, o Secretário de Fazenda Aziz Santos, o chefe da Casa Civil Aderson Lago e o assessor de Comunicação, Zeca Pinheiro certamente foram os principais. Atrapalharam o ex governador por diversas razões: Aziz por ganância; Aderson por arrogância e Zeca Pinheiro por “trairagem”. Membro do alto clero do Palácio dos Leões por imposição do marqueteiro Evilson Almeida, dono da Imagine Propaganda , Zeca Pinheiro fazia  jogo duplo, levando informações aos adversários de Jackson e disseminava  intrigas entre os demais secretários. Tudo a mando dos que queriam destruir o governador.

Pelos serviços prestados ao grupo Sarney, a recompensa de Zeca chegou em forma de uma nomeação para  a assessoria especial do Senado Federal . Isso mesmo, Zeca Pinheiro agora é oficialmente assessor do Presidente do Senado, José Sarney:

Uma coisa não podemos negar, o Senador José  Sarney sabe como retribuir um favor.

Ao embarcar no PSOL Coronel Mello sonha com Imperatriz

Outro ex auxiliar do saudoso Jackson Lago no Palácio dos Leões, o Cel. Francisco Mello, ex Chefe do Gabinete Militar do Governo, deixou o PDT para assinar ficha de filiação ao PSOL , partido onde imagina que terá abrigo para concorrer a eleição para a prefeitura de Imperatriz em 2012.

Tem todo direito.

Só acho curioso um Militar , que carrega  ares da disciplina da caserna e da tradição conservadora dos Militares que atuaram na política Brasileira, estar identificado com partidos de linhagem esquerdista como o PDT e agora o PSOL.

COM INFORMAÇÕES DO BLOGUE DO SAMUEL SOUSA

PMDB e PT tentam dar mais um passo rumo e reestatização da Vale

Em curso na Câmara Federal, coleta de assinaturas entre os parlamentares para a criação da chamada CPI da Vale. Por trás da manobra está a sanha desesperada do PMDB e do PT para colocar as garras na lucrativa VALE. Como se sabe, Sarney jamais aceitou a perda de centenas de cargos oferecidos a apadrinhados na época em que a Mineradora era estatal. Com o PT, Sarney encontrou um aliado perfeito para reestatizar a Companhia; o primeiro passo foi dado com a demissão, por imposição do Palácio do Planalto, de Roger Agnelli , na presidência da Vale há dez anos. O segundo passo é exatamente para forçar a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para desestabilizar a Mineradora. Durma-se.

A mando da Presidente Dilma, IPEA mascara realidade sobre a miséria Maranhense

Já dizia um conhecido que estatística é a melhor maneira de mentir com números. O Governo Dilma, na tentativa de acobertar, a vergonha que é ter seu maior aliado como liderança maior do estado mais miserável do Brasil, inventou uma outra forma de acobertar a realidade e criar uma mentira qualitativa, pegando informações verdadeiras e alterando totalmente suas proporções e sua posição no conjunto informacional.

Em seminário realizado na última sexta-feira (17)  em São Luís, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/MA) discutiram a Dimensão e a Medida da Pobreza Extremado Maranhão. O Ipea apresentou os tristes dados sobre a realidade do Estado, mas na hora de divulgá-los usou um estratagema enganador. Colocou em seu site e nos clippings distribuídos para a imprensa, a seguinte informação: “Pobreza extrema diminuiu 47% no Maranhão”. Apenas no final da informação, o Ipea disponibiliza o boletim com os dados tristes sobre a miséria do estado:

A informação circulou na Sexta Feira e ontem como se num passe de mágica o Maranhão tivesse acabado com metade da pobreza extrema, mas a verdade é que os dados mostram um estado tomado pela miséria, liderando de modo isolado o ranking da pobreza extrema no Brasil

Vendo  os dados pormenorizados do próprio Ipea, a conclusão a que se chega é que os miseráveis do Maranhão são prioritariamente jovens negros que vivem na zona rural do Maranhão.

LEIA AQUI OS DADOS DIVULGADOS NO SEMINÁRIO DO IPEA

Grande Eike, papai deve estar cheio orgulho! Descoberta grande quantidade de Petróleo no Maranhão

Na década de 1980, o engenheiro de mineração Eliezer Batista, então Presidente da Vale, teve uma ideia genial: criar um projeto de  exploração das riquezas da província mineral dos Carajás, abrangendo áreas do Pará até o Xingú, Goiás e Maranhão. O Projeto Grande Carajás enriqueceu dezenas de burocratas de Estado, dentre eles o próprio Eliézer que mapeou a região e certamente deve ter descoberto que o Maranhão teria ainda mais potencial de riquezas do que as demais regiões. Não a toa, o filho de Eliézer, o bilionário Eike Batista, agora colhe os louros. A OGX, empresa do Grupo de Eike, infirmou ter encontrado grande quantidade de petróleo na em Bacabal.  Evidentemente, a Companhia, expert usar a Bacia de do Parnaíba como moeda de expeculação financeira, não divulgou a quantidade de petróleo existente, mas declarou que é o suficiente para colocar o Maranhão na rota dos grandes produtores de Petróleo do Brasil. Ou seja: Assim como o Pai, Eike enriquecerá ainda mais as custas do Maranhão. E será um dos poucos, uma vez que detém o monopólio da exploração do combustível fóssil.

Eliezer e Eike Batista: a verdadeira oligarquia dona do Maranhão.

A felicidade de Eike com as reservas pretolíferas do Maranhão não parece ser abalada nem mesmo pelo inquérito instaurado pelo Ministério Público para apurar as condições do licenciamento ambiental que o IBAMA forneceu para a empresa OGX de Eike Batista, que detém o monopólio de perfuração marítima de petróleo e gás nos blocos BM-PAMA-13, BM-PAMA-14, BM-PAMA-15, BMPAMA- 16 e BM-PAMA-17, situados na bacia do Pará-Maranhão, numa  uma área sedimentar de aproximadamente 100.000 km². No Maranhão, os blocos BMPAMA- 16 e BM-PAMA-17 localizam-se praticamente dentro do Parque Estadual Marinho Parcel de Manuel Luís, o maior banco de corais da América do Sul, situado no município de.Cururupu. O Ministério Público Federal quer saber se a atuação da OGX pode trazer riscos ao meio ambiente e as condições de vida das populações locais.

Mero detalhe. Com os bilhões que o Maranhão legará a Eike, resta-lhe rir, rir muito. Papai Eliezer deve estar orgulhoso.

Anúncios

Sobre São José dos Basílios

A equipe de autores deste blog são os(as) pacato(as) cidadãos(ãs) de São José dos Basílios que moraram/moram na cidade, mas que vivem inconformados com os desmandos que ocorrem na sociedade local, temos a pretensão de ser advogados do povo desfavorecido e que oferecem este espaço para informar os leitores locais, maranhenses e brasileiros sobre atualidades locais e regionais, fatos noticiosos que geralmente não são divulgados na grande mídia do clã Sarney.
Esse post foi publicado em Brasil, Estado, Início - Principal. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s